#1 “Essa Gente”, Chico Buarque (Companhia das Letras, 2019)

*** (3/5)


Há algo de muito lírico na prosa de Chico Buarque que me atrai sobremaneira. Quase como se tudo o que ele escreve pudesse vir a dar canção, e só por mero acaso tivesse ido parar às páginas de um livro.

Neste seu novo romance senti falta desse lirismo, aqui não tão evidente como noutros romances anteriores. Também a crítica política e social, que aqui se encontra velada no meio da narrativa, está quase demasiado subtil, aflorando os problemas que se impõem na actualidade do Brasil no mundo sem chegar a imergir neles, de facto.

Já a narrativa apresentou-se-me bastante inteligente, numa construção conseguida através de cartas e fictícias (?) inscrições de diário, que obriga o leitor a ter inclusivamente de a procurar nalguns momentos.

Um escritor a arrastar os dias sem escrever pode bem ser um clichê literário, mas o que Chico Buarque consegue dizer sob esse pano de fundo e, sobretudo, a forma como o faz, constroem aqui uma leitura fresca e aprazível.

(book review publicada aqui.)

You might also like

No Comments

Leave a Reply